Loading... (0%)

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada recebe críticas mornas da imprensa americana

04 dezembro 2012

Saíram as primeiras críticas de O Hobbit: Uma Jornada Inesperada e parece que os críticos americanos não se empolgaram muito com o que viram. Além dos comentários negativos sobre duração e trama esticada, a revolucionária tecnologia HFR 3D (entenda aqui) do filme também virou alvo de discórdia. Enquanto alguns elogiam o realismo fantástico das cenas, a maioria aponta a estranheza causada pelos 48 quadros por segundos (o dobro da velocidade de projeção normal).

Confira o que alguns críticos tem a dizer sobre o capítulo inaugural da nova trilogia do diretor Peter Jackson:

James Rocchi, do site Boxoffice Magazine: “Peter Jackson é apaixonado pelos 48 quadros por segundo, mas eu não posso imaginar o motivo. Para mim, o filme dele teve erro do projecionista. Eu queria pedir ao projecionista para checar o equipamento, mas na verdade, deveria perguntar a Jackson porque ele queria que seu blockbuster de US$ 270 milhões parecesse um filme feito para TV…”.

Germain Lussier, do site SlashFilm: “As próximas continuações são os maiores problemas do filme. Até certo ponto, Jackson esquece que ele tem mais dois filmes para lançar, e quando lembra acaba usando os freios. Cenas de diálogos são esticadas até o infinito e sequências de fuga empolgantes são constantemente repetidas. Boa parte do filme parece que está propositadamente tentando protelar a busca dos anões. Mas O Hobbit: Uma Jornada Inesperada é muito divertido. Fãs de Jackson, Tolkien e O Senhor dos Anéis vão se divertir. No entanto, ele é longo e irregular”.

Jordan Hoffman, do site Screen Crush: “O 48 quadros por segundo é bom? Não é um caso de ser bom ou ruim. É uma escolha estética. Na verdade, eu achei uma distração. Quando Ian Holm estava falando no início, eu não conseguia ouvir uma palavra dele, porque tudo parecia tão incomum e isso prendeu minha atenção. As pessoas interessadas em tecnologia devem assistir em 48fps. Pessoas que procuram apenas ver um grande filme, devem vê-lo em 24fps [formato convencional]. É claro, quem procura um grande filme vai se decepcionar. O Hobbit: Uma Jornada Inesperada, apesar de ter muitos truques, é apenas um filme bom”.

Jim Vejvoda, do site IGN: “Para um filme que é mais infantil do que seus antecessores – há piadas de arrotos para fazer as crianças rirem – será interessante ver se os jovens terão paciência para assistí-lo. Os anões são, essencialmente, piadas visuais. Embora seja compreensível que a maioria deles não mereça atenção. Devido ao grande número de personagens, os únicos que realmente ganham destaque são Thorin, Balin, Bofur e Kili. É um filme muito bom e divertido, mesmo que não seja perfeito. Com falhas e tudo mais é, porém, muito bom estar de volta a Terra Média”.

Katey Rich, do site Cinema Blend: “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada chega aos cinemas sob um peso brutal das expectativas, não só porque vem depois da magnífica trilogia O Senhor dos Anéis, mas porque sabemos que vão vir mais dois filmes nesta adaptação de um romance tão curto. Martin Freeman tem uma presença bem nervosa, o que leva um tempo para o seu Bilbo abraçar o chamado para a aventura, mas com o tempo ele se mostra como um cara que vale a pena seguir por mais dois filmes. Eu vi uma viagem inesperada no elogiado 48 quadros por segundo e em 3D, uma experiência que eu recomendo, mas talvez após uma segunda assistida”.

Todd Gilchrist, do site Celebuzz: “Não é um filme mal feito – muito pelo contrário, de fato. Mas é uma história de duas horas no corpo de uma história de duas horas e 40 minutos, e qualquer um que não é um consumidor de Tolkien deve se questionar por que eles estão assistindo tanta história que parece tão sem importância, e por tanto tempo. De qualquer forma, O Hobbit é um bom começo para o que certamente será uma série que trará plena satisfação aos fãs”.

O primeiro longa da nova trilogia de Peter Jackson (diretor de O Senhor dos Anéis) estreia em 14 de dezembro. O Hobbit – A Desolação de Smaug, o segundo filme, chega um ano depois, em 13 de dezembro de 2013. A parte final, O Hobbit – Lá e de Volta Outra Vez estreia em 18 de julho de 2014. Confira seis novos clipes de O Hobbit: Uma Jornada Inesperada.

Papricast

No other information about this author.